Meu filho, meu pé de mesa

Um conto erótico de Fátima
Categoria: Heterossexual
Data: 03/05/2005 19:56:52
Nota 9.33
Assuntos: Heterossexual

Meu nome é Fátima tenho 49 anos, sou loira, tenho 1.79cm, tipo mulherão. Tive uma juventude bem agitada e saudável. Participei de vários Concurso de beleza. Ganhei o de Miss Guanabara em 1972. Tenho um tipo de quadril que enlouquece qualquer homem, 110cm. Bumbum redondo bem proporcional ao tamanho do quadril e as coxas. Por onde passo, todos param para olhar tanto homem como algumas mulheres. Muitos dizem que tenho corpo do tipo violão. Também não é para menos, ex-Miss. Tive três filhos e para muitos continuo gostosa.. È verdade que malho todo dia na academia. Sei me cuidar. O filho mais velho e a menina estão casados e moram na Europa. O caçula mora comigo. Ele tem 24 anos. Seu nome é Roberto Júnior. Atende pelo apelido de RO. Sou viuva a 3 anos e meu filho caçula resolveu vir morar comigo. O motivo de estar morando aqui é que casou-se a 3 semanas. O nome de sua esposa é Naná. Eles se casaram no dia 17 de junho deste ano e estão construindo uma casa em cima da casa do sogro e veio morar até quando ficar pronta. Ele se mostra um bom marido. Quase todas as noites eles brigam, eu já não suporto mais. Um dia desses resolvi escutar as brigas e quando eles entraram no quarto , eu me aproximei da porta do quarto encostei meu ouvido e fiquei escutando com muito medo deles abrirem a porta. - Você é maluco Ro. Como pode. Isto é loucura. É perversão. Você sabe que não adianta insistir que eu não vou dar minha bundinha para você não!.. E ele com raiva dizia: - É chato ter uma mulher linda e gostosa com um traseiro maravilhoso e não poder comer sua bundinha. Naná começou a chorar. Eu corri e fui para meu quarto, pois estava escutando a briga atrás da porta. No outro dia tudo bem. Então resolvi conversar com Naná. Esperei meu filho ir para o trabalho e fui falar com ela: - Naná senta aqui. - Oi dona Fátima. - Filha eu quero te perguntar o porque vocês tanto brigam toda noite. Fala para mim o que esta acontecendo? - Nada dona Fátima! - Naná eu escutei tudo ontem a noite. - Tudo o que dona Fátima? - Filha todo homem gosta de sexo, principalmente o sexo anal. - Dona Fátima a senhora escutou mesmo? - Escutei sim e quero ajudar. Eu por exemplo também reagi da mesma forma que você quando o Roberto pai casou comigo. Ele queria por que queria comer a minha bundinha. Por isso nos primeiros meses quase que nos separamos. Mas as coisas foram se acertando. E conseguimos ter a nossa primeira relação anal. Foi muito dolorosa, visto que ele tinha um pênis enorme. - Foi mesmo dona Fátima, e como foi? - No início do casamento tínhamos uma vida muito tranquila. Posso dizer monótona. Roberto pai tinha uma tara por mim incrível, principalmente quando eu colocava uma camisola bem curtinha e uma calçinha fio dental, bem picante. Eu desfilava no quarto. Me rebolava de uma forma bem erótica, tipo Carla Perez. Numa das vezes que Roberto pai, quis fazer diferente em termos de sexo, me trouxe uma fita de vídeo erótico. O título era o Rei de Todos. Tinha visto algumas que Roberto trazia, para colocar mais pimenta em nossas relações. Mas essa me chamou a atenção. O ator não era bonito, mas tinha algo de muito peculiar. O Pênis era grande. Mas muito grande mesmo. Parecia uma cobra quando mole. A atriz começou a chupá-lo. E observei que aquela cobra foi crescendo e como cresceu. Tinha uns 32cm e muito grosso, como uma garrafa de cerveja. A cabeça mal cabia na boca da atriz. Então esta cena me despertou algo em mim. Me tornar uma eterna virgem, bem apertadinha. Foi quando o ator colocou a super cabeça na entrada de sua xaninha. A cabeça a cobriu toda. Ele foi apertando e penetrando com muita dificuldade. A atriz pedia para enfiar mais e chorava ao mesmo tempo, devido a dificuldade de penetração. O ator passou lubrificante na xaninha da atriz para facilitar a penetração. Mesmo assim a atriz se contorcia de dor e prazer. Gritava e ao mesmo tempo pedia para penetrar fundo. Esta cena me despertou ama sensação de bucetinha apertadinha. Enfim o ator introduziu 32cm e uma grossura incrível. Não sei com a atriz engoliu tudo. Deve ter batido no estômago, tamanho era a pica do ator. Olhei para Roberto e ele entendeu como era gostoso ser uma eterna apertadinha, virgem mesmo, como a primeira vez. Daí minha tara por super pênis. Gosto daqueles enorme, que me faça me sentir virgem. Muita dificuldade na penetração. Deve ser o mais grosso possível, tipo 8cm de diâmetro, como uma garrafa de coca-cola. E neste mesmo filme o ator tentou colocar na bundinha da atriz e esta correu no momento da penetração. Eu naquele momento queria estar no lugar dela, visto o tesão que estava para sentir um bem grosso dentro de mim. E pedi para Roberto fazer o mesmo do filme. Colocar gostoso na minha bundinha bem devagar, sem machucar. - Filha te digo uma coisa, se eu soubesse que era tão bom eu já tinha dado desde novinha. Eu adorei. Uma vez por mês no dia do nosso aniversário de casamento festejamos e como presente ele comia minha bundinha. No início doía muito. Mais com muito carinho as coisas foram se encaixando e minha bundinha era comida predileta dele. Infelizmente ele veio a falecer a três anos atrás. Eu sinto muita falta de sexo principalmente o anal, e você deveria deixar o RO. Deixa ele por no seu rabinho, afinal você tem muito para dar. As nossas vizinhas comentar que você tem um bumbum enorme e bem torneado. Digo isto porque os maridos delas ficam doidos quando me vê você passar. - A senhora também não fica para trás. Ro me falou que a senhora já foi Miss. Ganhou o concurso de Miss Guanabara. Este é o motivo de seu corpo ser tipo violão, muito bonito. Os homens da rua tem motivo em ficar doido quando a senhora passa. Ficam a observar sua bunda que é grande e proporcional com a grossura da sua coxa. Quando a senhora vai para academia e coloca aquela calça de lycra branca de uma certa forma transparente e a calcinha fio dental, os homens da rua ficam doidos, avisando uns aos outros que a senhora está passando. Posso falar sinceramente como mulher: - Suas pernas são muito bonitas. Dona Fátima seu traseiro é enlouquecedor. É o que dizem os maridos de suas amigas. È verdade que a senhora malha todo dia, eu sei. Roberto meu marido comentou sobre seu traseiro, grande e bem proporcional, coxa e bunda, perna grossa. Faz um conjunto perfeito. Ele é tão pervertido que comentou que já sonhou comendo sua bundinha. - Filha é mesmo? Então quer dizer que meu filho é um pervertido. Me conta o sonho. - É dona Fátima. Um dia desses ele acordou todo molhado, parecia que tinha feito xixi na cama, mas era esperma. Grande era a quantidade que tivemos que mudar o lençol e colocar o colchão para seca. Ele me contou que no sonho, ele era um sonâmbulo. Entrou no seu quarto e deitou de seu lado. Como seu marido tinha viajado a senhora nem notou a presença de RO. De repente a senhora sentiu algo enorme entre as pernas e de costas pediu para Roberto pai introduzir em sua xaninha bem gostoso. - Oi amor. Coloca bem devagarinho. É muito grosso. Que cabeça enorme. O que você fez para ficar assim tão grande. A senhora no sonho foi ficando de quatro e seu filho RO, com gesto de admiração disse: - Mãe, a senhora é muito gostoso. Seu traseiro é muito grande, mas proporcional. Nisso, RO, massageou bem gostoso a bumbum dela. Depois as pernas, enfim a batata da perna. Um conjunto completo e perfeito. Vendo aquele panorama de quatro, fiquei excitado ao extremo. Tentei introduzir em sua vagina, mas meu pênis era muito grosso e sua vagina estava um pouco seca. RO chupou forte, introduzindo sua língua bem no fundo de sua xana. A senhora ainda não tinha notado a presença de RO, achando que era Roberto pai. RO continuou a chupar sua xana e seu cuzinho que era muito rosado, visto que a senhora é muito clara, de forma que seu ânus parecia uma rosa a desabrochar, de rosado que era. Uma vez lubrificado de saliva, forçou forte e conseguiu introduzir a super cabeça na sua xaninha. A senhora gritou forte e olhou para trás e viu seu filho enrabando-a. A senhora nem ligou com a presença de RO. Continuou de quatro e pediu para enfiar tudo. Ro não teve dó, foi até o talo, 30cm e bem grosso. Bombeou forte, batendo bem no fundo de seu útero. Foram 20 minutos de puro bombardeio. Pica grossa e comprida na xana. RO quase gozou, mas lembrou que se tratava de sua mãe. Retirou a espada da xana e apertou contra seu ânus rosado. Parecia uma rosa, querendo receber pica. Ele colocou a cabeça e forçou muito, só que não entrava e a senhora gritava muito, pedindo socorro pois estava sendo arrombada pelo filho, quase estuprada e foi quando ele acordou todo molhado. E como eu tinha falado antes, molhou todo lençol e o colchão. - Dona Fátima sobre o meu traseiro, RO fez vários elogios, dizendo ser fora de série. Bem proporcional. Perdia somente para o da senhora. Eu dei razão. Só que falta comer minha bundinha. O que adianta falar que é bonito e não poder enrabá-lo. - Dona Fátima sobre sexo anal com Ro eu tenho medo. A senhora já viu o tamanho e a grossura do pênis do Ro. Deve ter uns 28 centímetros e uma grossura descomunal. Esta vendo este copo de wiskey. Sente só. O que a senhora acha deste copo. - É muito grosso, filha. Bem mais grosso que do meu falecido. Não sabia que o pinto do meu filho fosse grosso e grande assim. Pela grossura dar um certo medo. - Pois é. Agora a senhora me entende. Eu tenho um cuzinho apertadinho. Tudo bem que meu bumbum é avantajado, mas o buraquinho é apertado. Até para ir ao banheiro eu sinto dor, visto que minhas fezes são muito grossas. - Olha filha pela grossura de suas fezes é possível você encarar o pênis de meu filho. O Pênis de meu filho vai se moldar no seu ânus, não é obrigatório você levar tudo de um só vez não. Deve ser aos poucos. Se suas fezes é mais grosso que este copo de wiskey, você consegue. Ele vai enterrando aos poucos, bem gostoso. È só introduzir a cabeça, o resto fica mais fácil. Agora exija dele carinho e paciência na transa. - Isto é verdade. Minhas fezes é da grossura de minha batata da perna. Sabe dona Fátima eu mesmo não acredito que uma mulher suporte a rola do Ro. Até mesmo na bucetinha eu sinto dor. Mas logo depois de bem lubrificada tenho a sensação de ser virgem, visto a grossura de pênis de RO. Isto a senhora tem razão. A sensação de apertadinha e compensador. E chegou a hora de Naná ir para a escola. Eu fiquei pensando nas dimensões do pênis do meu filho. Fiquei pensando na grossura que Naná tinha me dito, 28cm e grosso como este copo de wiskey. Fiquei segurando o copo e imaginando como seria sentir aquela tora dentro de mim. Na minha xana ora na minha bundinha. Mas se tratava de meu filho. Meu filho é um tipão de homem. Na juventude foi jogador de Basket Ball amador. Tem 2,08cm de altura e muito forte, pernas grossas e o calçado é de nro 48 quando chegou a noite eu não me contive. Curiosamente fiquei olhando pela brecha da porta do banheiro que estava entre aberta, eu não acreditei no que vi. O pênis dele é realmente descomunal. Dizem que não tem nada haver pé muito grande com pênis também muito grande. Mas no caso do meu filho isto é verdade. A rola dele é proporcional ao seu tamanho e ao seu pé, 28cm é muito grosso. E isto me deixou muito excitada vendo ele se masturbar. Ele punhetava com as duas mãos e ainda sobrava rola. Era muita rola e aquela garota não estava sabendo aproveitar. Me recompus e fui para a sala. Ele passou com a toalha enrolada na cintura, e foi para o quarto. Depois de passados alguns minutos bati na porta: - Filho posso entrar? - Só um minuto. Agora pode mãe. - Eu gostaria de conversar com você, filho. Sei o quanto deseja sua mulher. Eu tive uma conversa com ela. - Sobre o que mãe? - Soube que você que ter relação anal com ela. - Mãe ela foi falar para senhora? - Filho eu escutei a sua briga uma noite destas e fui falar com ela. Eu to querendo ajudar o relacionamento de vocês. Da mais um tempo que eu vou conseguir. Eu estava nervosa pois meu filho estava de sunga e seu pau estava mole mas o volume era muito. Sua rola estava toda enrolada por trás da sunga. Apesar da sunga ser GG, era muita piroca para pouca sunga . Eu não tirava os olhos dela. Então ele me falou: - Mãe é frescura dessa mulher. Eu respondi: - Não filho não é não, pois você tem realmente um pênis muito grande e grosso. É só olhar para sua sunga, que é pequena para acomodar seu pênis. Você hoje compra cueca GG. Mas deveriam ser GGG. Filho que volume. Você precisa ter paciência com Naná. Só em olhar o volume fico com medo. Imagine a Naná. - Mãe a senhora está louca? - É filho. Por curiosidade a porta do banheiro esta entre aberta e vi que realmente seu pau e muito grande e grosso. Apesar da bunda de sua mulher ser grande e bem contornada o orifício é apertado. Como também ela não tem costume. Para tudo tem uma primeira vez. Você era uma criança muito travessa. Sempre que eu e teu pai nos descuidávamos, você ficava olhando a nossa transa pela porta. E uma vez por mês no dia do nosso aniversário de casamento ele comia minha bundinha. O pênis dele era grande, só que o seu é descomunal. Mais parece uma mangueira de tão grosso. Filho com todo respeito, como você conseguiu ter uma pica assim, tão grande. Tenha cuidado com sua mulher. Vá bem devagar, com muito carinho e paciência. Mas eu vou convencer ela de dar aquela bunda para você filho. Desde que você prometa que não vai rasgá-la. Muito devagar e muito lubrificado. - O mãe só a senhora mesmo para me fazer feliz. Eu prometo. Mãe, eu já não aquento mais. Faz um bocado de tempo desde que acabei o namoro com a Selminha. Mãe que bunda gostosa ela tinha. Engolia todo meu cacete. Ela dizia que doía, mais era gostoso. Selminha gritava, digo urrava de prazer. Ela pedia tudo, bem grosso. Depois da transa ficavam com o cuzinho em brasa, mais feliz. - Tá bom filho. Em devagar com a Naná. Lubrifique bem o ânus dela com KY. Bem agora vá dormir que quando ela chegar eu vou tentar novamente. Ela chega e faz todo a rotina tomar banho, tomar café, assistir um pouco de TV. Quando nós duas estiver a sós na sala eu tomarei iniciativa do papo. - Oí Naná, como foi o dia de estudo. - Dona Fátima, foi bom. Podemos falar sobre aquele assunto - Que assunto? - Aaaa dona Fátima, a senhora sabe. Ela fez um gesto com os dedos. Eu prontamente fui para perto dela, e ela me disse: - Eu conversei com ele. Ele prometeu que vai ser mais paciente com você. - Tudo bem, mais tenho medo. - Sim filha. Visto o tamanho do pênis dele eu também fiquei um pouco de receio. O pai dele tinha pênis grande, mais o filho é enorme. Grosso como um copo de wiskey. De repente ela sugeriu que se eu conseguisse sentir o pênis de Ro dentro de minha bundinha que ela tomaria coragem. Eu como mãe fiquei pasma sobre a proposta. Na hora faltou fôlego. Ela olhou bem no fundo de meus olhos e disse novamente: - Se a senhora mostra para mim que aguenta a rola do Ro, todinha, eu dou para ele. Por favor dona Fátima me ajude a salvar meu casamento. A senhora tem experiência. Se a senhora aguentava a do seu marido, a pica do RO é só questão de adaptação. Eu disse: - Filha, você ficou maluca. Ele é meu filho. Tudo bem que ele sonhou me comendo. No sonho tudo é possível. Mas no real. È muito complicado. - Roberto me revelou que ele costumava ver a senhora trepando com o pai dele e via tudo e queria muito estar no lugar do pai dele. A senhora deve estar com medo, como eu de encarar aquela super vara. Não é? Não me diga a senhora esta com medo também? - Claro que a preocupação é normal, pois trata-se de um pênis descomunal, muito grande. Realmente dar medo. Só em pensar de ser rasgada por aquela pica. Posso dizer estuprada. É muito grande Naná. Filha na verdade não encaro aquele cacetão não. É muito grande. De jeito nenhum. Eu dava para o falecido. Ma para RO, não. - Então quer dizer que a senhora não vai nos ajudar. Vai dona Fátima, me ajuda. Eu fiquei tremula toda molhada, excitada enfim nervosa. Trata-se de meu filho. Tornei a falar: Não sei Naná. É preocupante este tipo de ajuda. É meu filho. Filha, não sei não, mas acho que ele vai me rasgar. È muito grossa. Pode sangrar. Não quero ver meu briôco esfolado, sangrando. - Eu sei que isto é loucura dona Fátima. Ele me disse que já se masturbou várias vezes pensando em estar colocando na sua bundinha. Seu filho é um pervertido mais eu o amo, e por isso pensei muito dona Fátima. Por que não a senhora, pois eu gosto da senhora. Sei que é tabu o filho transar com a mãe. Na senhora eu confio. A senhora faria isto por mim e por seu filho? Para a nossa felicidade. Salve nosso casamento Dona Fátima. Por favor. Eu balancei a cabeça condenando a idéia e fomos para a cozinha. - Pense dona Fátima. Hoje pode ser um bom dia. Eu vou para meu quarto se a senhora resolver pode entrar. Por favor faça isto por sua adorada nora. Me ajuda. A senhora tem a experiência como seu marido falecido. Como também a sua bunda é grande e bem proporcional, acredito que RO vai adorar. A senhora estaria com medo? - Claro filha. É muita pica. Não digo pelo comprimento, mas pela grossura. Acho que vou ficar sem sentar alguns dias. Com certeza ele vai me rasgar toda. Como também ele pode me evitar na hora H. - Não dona Fátima. Afirmo e confirmo que ele tem um grande tesão pela senhora. Segundo ele a senhora é muito gostosa. Com certeza ele ira comer a senhora bem gostoso e devagarinho. Por favor me ajuda. Por favor dona Fátima. Diga que sim. Eu tremia mais que vara verde. Fui tomar um banho e não aguentei comecei a me acariciar pensando na rola do meu filho me comendo. Toda na minha bundinha, na xoxota, na minha boca. Resolvi encarar os fatos, entrei no quarto enrolada na toalha e vejo uma cena louca. Minha nora chupando meu filho. Eu pensei: - Que rola gente. Como é grande. Enorme. É muita pica para minha bundinha. Será que vou aguentar? Vendo Naná manando aquela super vara. Che que vara. Fui me aproximando. Ela me olhou e meu filho de olhos fechados ainda não tinha notado minha presença. Fiz um sinal para eu continuar. Tirei minha toalha, e fui para perto e pedi a Naná com gesto para deixar eu chupar. Prontamente peguei naquela rola grossa e abocanhei. Devido o tamanho da cabeça, mal conseguia colocar dentro da boca. Punhetei algumas vezes e notei que RO estava gostado da maneira com que eu fazia. Esgarcei forte com as duas mãos com toda força e a cabeça se mostrou ainda maior. Além de grande brilhava muito. O pau do meu filho estava verdadeiramente envernizado. Querendo uma caverna para descansar. Ele disse: - Ai amor assim, isto Naná, bem forte. Esgarça novamente, assim é que eu gosto com vontade, com gosto. Novamente com as duas mãos. Ai amor como está gostoso. Aonde você aprendeu a punhetar assim tão gostoso. Agora vem com a boca. Ui, que bom. Sua boca parece um veludo. Seu dente não mais incomoda. Continua gostoso. Acho que vou gozar. Era o que eu mais queria, sentir o gosto de esperma do meu filho e der repente ele goza uma quantidade enorme de esperma na minha boca. Encheu a minha boca de tal forma que não pude engolir. Parecia mingau de maizena. E o excesso escorria pelo canto da boca uma boa parte eu engoli, a outra sorvi até limpar toda boca. Ele disse: - Naná te amo e se levantou e deu de cara comigo com a boca ainda cheia de esperma. - Mãe você é louca? - Sim como você é louco pra comer o cuzinho de sua mãe. Safado agora você vai mostrar para sua esposa como é que se come um cuzinho gostoso. Ele me deu um beijo na boca sentido ainda o gosto de seu próprio esperma. Minha nora Naná só assistia. Então ele me virou de quatro e me deu uma chupada na xoxota e no cuzinho como eu nunca tinha levado. Ele sugou minha bundinha de uma forma prazerosa. Chupo forte. Ele meteu 2 centímetros de língua no meu cuzinho rosado. Eu gritava, gemia, urrava, de prazer. E Ro disse: - Mâe, seu ânus e rosado. Lindo. Que bunda linda a senhora tem. Perfeita. Que perfume gostoso. O que a senhora passa neste bumbum para ficar assim tão cheiroso. Seu cuzinho esta com gosto de cereja. Que delícia. - Filho, é muito gostoso ser chupada por você. Que língua macia você tem. Que delícia. Nunca poderia imaginar sendo comida por você. Também com uma pica desse tamanho. Naná, Ro pode comer minha bundinha e bucetinha? Pode? Posso me considerar uma mãe realizada. - Claro dona Fátima. Ro você tem o meu consentimento de comer a senhora sua mãe. Pode enfiar pica nela. Até o talo que eu deixo. Tudinho, tudinho, bem grosso. Só assim posso aprender de que forma levar pica também. RO chama a Naná para mais perto para ver a cena do seu cacete entrando na minha bundinha da mamãe. Pediu a Naná para chupar seu pau mais uma vez para ele ficar bem molhado. Ele lubrificou o ânus da Dona Fátima com os sucos que sai da sua xoxota. Ele colocou a cabeça que pelo tamanho cobriu por completo seu ânus. Passou grande quantidade de KY e apertou a cabeça na entrada da minha bundinha. Não conseguiu. Tentou novamente e sua pica escorregou em direção a sua xana. Então RO começou a forçar na entrada da minha xaninha. Então eu falei: - RO na bucetinha, não. Eu não quero você goze na minha xaninha. - Mãe agora é tarde. Sua xana é muito apertada. Já que escorregou sem querer, vou até o fim. Vou só introduzir a cabeça na sua xaninha para melhor lubrificar seu ânus. Pode ficar tranquila. Acredite em seu filho. Mãe que traseiro maravilhoso a senhora tem. Perfeito. Neste momento sentir aquela super picar rasgando minha xaninha. Muito grosso. Ro introduziu tudo até bater no fundo do meu útero comprimindo meu intestino. Nisso ele me pediu para arquear mais ainda e de quatro senti aquela super pica me arrombando. Minha bucetinha esta entupida de pica. Depois de mais de 50 bombadas na xana, estava exausta com bombardeio total. Quando de repente RO encostou a super cabeça em meu ânus. Fiquei com mede. Tentei fugir, mas ele me segurou forte pelo quadril, de forma que era quase impossível de fugir. Pedir clemência, não me machuque. Forcei muito para dilatar meu esfíncter e neste momento sentir aquela super cabeça entrando em meu traseiro rosado. Lágrimas corria pelo meu rosto. Eu gritava, me contorcia de dor. Doía muito. Gritei com toda força. Tentei desistir mas Ro foi mais rápido e me impediu de fugir. Me agarrou pela bacia apertou minhas costas contra a cama para arquear mais e mais, segurou forte na minha anca e me puxou contra seu corpo. Estava completamente imóvel. Neste momento vi estrelas. Dei um grito ensurdecedor. - Aii. RO para por favor. É muito grosso. Muito maior que o de seu pai. Não por favor. Você esta me arrebentado minhas pregas. Estava muito difícil a penetração. Outra vez forcei meu esfíncter para abrir mais o ânus. E gritava de dor e prazer ao mesmo tempo. Forcei tanto que meu ânus abrir como uma flor a desabrochar, bem rosado e sentir aquela super cabeça me rasgando. - Uiii, meu filho, tenha pena de sua mãe. Enfim entrou a cabeça por completo. Eu gritava, rebolava querendo fugir, mas não conseguia. Ro me segurou de tal forma que levei pica grossa até o talo, bem no fundo do meu reto. De tão gostoso comecei a jogar meu corpo para traz para a penetração ser total. Observei então que o reto era diferente da vagina, não tinha fundo. Minha bundinha engoliu 28cm e grosso. Tudinho até o talo. Ro meu filho colocou tudo , mas tudo mesmo, 28cm e grosso, até seu corpo tocar nas minhas nádegas. Bombeou bem forte em meu traseiro. Foram vários minutos de bombardeio. Quase um hora. Muita pica e grossa. Lágrimas rolavam e um sorriso estampado de felicidade. Naná minha nora estava de boca aberta vendo toda a rola do meu filho no meu ânus. Que loucura gente. É muito gostoso fazer aquilo. Certo que nossa sociedade é cheia de tabu quanto mãe transar com filho, mais foi por uma causa justa. Pelo meu filho e minha nora. Pela felicidade deles. Então RO continuava a bombar forte. Torpedeando meu traseiro como nunca tinha sentido antes. É coisa de outro mundo. Meu filho fez um vai e vem bem cadenciado, ritmado. Hora ele tirava tudo e colocava novamente até o talo, 28 cm. Eu sentia sendo arrombada. Como estivesse sendo rasgada, estuprada. Quando ele tirava tudo sentia um ventinho que entrava no meu cuzinho totalmente arrombado. E enfiava tudo novamente. E bombeava, bombeava, mais pica. Estava ficando exausta, quase desfalecendo e suplicando pelo seu gozo. Foram quase uma hora de transa. De quatro, posição de frango assado, de lado, em pé, enfim de todas as formas. Estava me sentido arrombada por um pé de mesa, uma verdadeira mangueira de tronco largo. Neste momento sentir que ele estava querendo gozar e pedi: - Filho, goza dentro da bundinha de sua mãe. Goza por favor, pois quero batizar meu ânus com seu leitinho. Mal terminei de falar senti os primeiros jatos de porra no meu intestino, quente, grosso e farto. Muita quantidade que parecia uma lavagem no reto. Ele continuou a gozar e bombear pica para dentro de mim. Quando ele retirou seu super pênis, grande era a quantidade de esperma que começou vazar do meu ânus. Muito esperma descendo pela minha coxa molhando em muito o lençol. Observei que havia boa quantidade de sangue misturado com esperma. E disse: - Fui realmente arrombada. Gostosamente estuprada. Provavelmente ficarei sem sentar umas duas semana, andando de lado, toda ardida. Mas quem sabe no futuro experimentar novamente. Claro se a Naná deixar. Deitei e RO com algodão limpou meu ânus que estava muito ferido. Passou um pouco de água oxigenada, colocou um pouco de merthiolate e depois muito talco polvilho. Meu filho cuidou bem do meu ânus. Afinal é meu filho. E minha nora deu aplausos e comentou: - Dana Fátima a senhora é uma verdadeira heroína, encarar o Pênis de RO é ter muita coragem. Pelo que estou vendo seu ânus está em frangalhos. Agora posso afirmar que perdi o medo. Basta que o RO tenha muito carinho e paciência. Disfarçadamente levantei e notei que uma boa quantidade de esperma de meu filho ainda saia da minha bundinha escorrendo pela minhas coxas e pernas indo até o pé. Muito leite. Fui para meu quarto deixando o rastro de esperma pelo chão. Tomei aquela ducha bem quente. Estava com a bundinha como brasa, muito ardida mas muito feliz. Nunca poderia imaginar que poderia sentir uma rola tão grossa novamente dentro da minha bundinha. Tal como o falecido fazia. Só que agora foi o filho que me arrombara. Era uma rola muito maior e grossa do que a do pai. E que arrombada gostosa. Sei que a sociedade não aprova sexo entre filho e mãe, mas foi por uma causa justa. Era a felicidade de meu filho que estava em jogo. Se passaram alguns dias e nada de briga. Me parece que os dois se entenderam. Ele a tratava com mais carinho e estava percebendo que ele iria conseguir algo mais, porém teria que ter paciência. Numa madrugada dessas estava indo beber água na cozinha, quando escutei um sussurro. - Oi Ro. É muito grosso. Coloca primeiro em minha xaninha. Meu filho falou: Sim. Você prefere de quatro ou de frente. - Vou ficar de quatro. Bem arqueada. Enfia bem devagar. Seu pênis é muito grosso e grande. Passa um pouco de KY. Digo passa muito KY, visto que esta posição é um pouco desconfortável. Ro, realmente posso dizer que sou felizarda. Que pica grande e grossa. Enfia gostoso em minha xaninha. Ro assim fez. Houve dificuldade de enfia, mas ela estava bastante lubrificada. E Naná sussurrava: - Muito grosso e gostoso. Enfia tudo. Goza na minha bucetinha, goza. Mas Ro estava esperando pelo melhor, comer a bundinha tão desejada. Então Naná pediu para ele trocar de buraco. Como ela estava de quatro ele não acreditou no que escutou. - Vem Ro enfia bem gostoso este pintão bem grande em minha bundinha. Bem devagar. Se doer muito pode continuar a enfiar que eu aguento. Mas sem pressa. Ro não acreditou. Mas era verdade as palavras de Naná. Ele passou muito KY no bumbum de Naná em todo o seu contorno e em sua pica também. Visto o tamanho da cabeça, apertou bem devagar. E Naná começou a pedir para apertar mais um pouco. Ele apertou e nisso Ro sugeriu que ela forcasse com fosse evacuar para relaxar o esfíncter. Nesse momento o esfincter se dilatou , o ânus de Naná se abriu um pouco e a cabeça entrou pela metade. Ele tornou a sugerir para ela forçar mais forte um evacuar. E então Ro conseguir enfiar a super cabeça. Foi quando Naná gritou forte: - Aiiii, Ro. Não. Doe muito. Tira não. Aiii, enfia devagar que a cabeça estar quase entrando. Aii entrou! Que gostoso. Como é grosso, enorme. Vai enfia tudo, agora esta melhor. Muito gostoso. Nisso Ro foi bem devagar. Aos poucos Naná sentia 28 cm e grosso como um copo de wiskey dentro de si. E ela sentiu o leite em abundância em seu reto. Várias esguichadas fortes. Tal como aconteceu com Dona Fátima. Uma verdadeira lavagem. O reto de Naná estava cheio de leite. No momento que ele retirou a super pica da bundinha de Naná grande era a quantidade de leite que escorria pela coxa de Naná que molhou o lençol e todo o colchão. Parecia mingau de maizena saindo do cuzinho dela. Naná gozou muito, quase desfaleceu de prazer e disse: - Oi amor foi tão gostoso. Se soubesse teria dado meu bumbum para você a muito mais tempo. Esta ardendo muito que nem brasa, mas estou feliz em te fazer feliz. Então vamos fazer o seguinte. Todo dia 17 de cada mês eu te presenteio com meu traseiro. È nosso aniversário de casamento. O que você acha? - Ótimo. Posso afirmar que você é a mulher de minha vida. Naná te amo muito. - Você sabia que minhas colegas uma vez comentou sobre como seria nossa transa. Lembra no mês passado quando fomos a praia da Barra. Apesar de sungão seu pênis estava muito amostra. Era muito volume mesmo mole. E minhas colegas ficaram o tempo todo olhando para sua parte de baixo. Acredito que elas estavam comparando o seu pênis com o do seus maridos. - Inclusive a Martha minha melhor amiga me perguntou com seria. Qual era o tamanho e grossura. Quando disse 28cm e grosso como copo de Wiskey. Ele fez um ar de tesão. Mas logo se desculpou. E pediu uma orientação se o marido dela poderia ter um pênis assim, grande. Me perguntou se era alguns exercício. O que você fazia para conseguir este tamanho. Eu disse que era de nascença. Você puxou ao seu pai. È verdade? - Bem nunca fiz nenhum exercício. Me parece que puxei realmente ao papai. Mas existe muita propaganda sobre como aumentar o tamanho e grossura do pênis. Se acabaram os problemas que minha nora tinha com meu filho. Hoje eles transam todos os dias e meu filho comendo a bundinha de Naná em dias especiais é claro. Inclusive o que eles combinaram esta se cumprindo. Todo aniversário de casamento um vez por mês Naná, lhe dava um presente. E que presente. Sexo Anal. - O acontecido entre eu e meu filho, foi só um momento de necessidade. Salva o casamento do casal. Como eles agora estão felizes, eu me contento com um boneco inflável que comprei no Sex Shop... Realmente é uma perfeição em termos de fabricação. Mãos, pés, braços, perna, enfim bem próximo de um homem de verdade. Inclusive o Pênis é maior que do meu filho. E também mais grosso. Do mesmo tamanho do Sr Holmes, filme que o falecido me amostrou alguns anos atrás quando em vida. Toda vez que sinto saudade do falecido, inflo o boneco posiciono o Pênis de forma que sento em cima dele e introduzo até o talo. Chega a sair lágrima de tanto dor que se confunde com prazer. Depois fico com o ânus com brasa viva. Sai um pouco de sangue, mas aos pouco vou me acostumando. Na semana passada aconteceu algo interessante. Meu filho deu uma olhada para minha bunda como se tivesse interessado de experimentar novamente. Fiz alguns gestos erótico para pegar alguma coisa em cima do armário. Empinei o bumbum o máximo e sentir que ele suspirou de vontade. Olhei para trás e ele sugeriu falar com Naná. Observei o volume imenso por trás de seu jeans. E falei: - Filho, o que está havendo. A Naná não está dando conta do recado. - É mãe. Está, mais a senhora tem um traseiro incrível. Com todo respeito. Como s senhora é gostosa. Eu queria experimentar novamente como naquela vez passada. Se a Naná deixar a senhora topa? Me arrepiei toda com a pergunta dele. - Filho não sei. Só em pensar fico com medo. Você foi muito pesado naquela vez. Fiquei com traseiro em frangalhos. Muito ardida. Não sentei durante uma semana. - Mãe pode ficar tranquila. Desta vez vai ser diferente. Vou ter o máximo de cuidado. A senhora é que vai controlar a penetração. Eu prometo. E aconteceu, Naná consentiu, desde que assistisse de camarote e com uma filmadora. Foi montado um esquema de muito luz e um ambiente muito aconchegante. Naná montou a filmadora no tripé e começamos a fazer aquilo que eu esperava e meu filho queria. Meu filho se aproximou beijou minha mão com gesto bem cavalheiro. Estava com um vestido muito bonito e sexy. Nisso Naná colocou uma música bem romântica. Tinha uma garrafa de vinho devidamente aberta e começamos a bebericar. Foram três taças e já estava muito alegre, quando sentir meu filho me abraçar por trás bem forte. Sentir sua vara em meu bumbum. Apesar de seu jeans o volume era amedrontador. Fui aos poucos me virando e sentir a sua língua dentro de minha boca. Ele foi retirando minha roupa e em poucos segundos estava só de calcinha. Virei de costas e rebolei como Carla Perez. Ele ficou doido de tesão. Foram vários minutos de rebola, rebola. Me aproximei dele e retirei sua camisa. E depois seu jeans. O seu pênis tinha saido por completo pela parte de baixo da cueca. Era muita pina. Era muito grande. Ele estava semi deitado na poltrona e abocanhei com toda força. Punhetei com toda minha força de meu braço e notei que ele gostou. Não estava doendo, mas observava muito prazer em seu olhar. Foi quando sugerir. - Filho vamos fazer sexo à três. Ele não entendeu nada, nem Naná que estava filmando toda acena. Neste momento abrir o armário e retirei o boneco inflável. Então meu filho entendeu. Enchemos o beco e coloquei o super pênis que comprei no Sex Shop no boneco. Fui por cima do boneco e pedir a Naná que apontasse a super fica do boneco em minha xaninha. Foi grande a resistência devido a grossura. Pedir a Naná para passar muito KY tanto na xaninha como no cuzinho. Então a introdução foi facilitada. Primeiro a super cabeça que tomou conta da minha xaninha. Enfiei uns 18 cm. Faltavam 14cm visto que a super pica do boneco tinha 32x9cm. Fiquei alguns minutos no entra sai para me acostumar coma grossura. Então disse para meu filho: - Filho passa mais KY no meu cuzinho e em seu pênis. Meu filho com muito carinho, apontou sua super pica em meu cuzinho. Inicialmente ele apertou mais devido outro super pênis na bucetinha. Estava difícil introduzir na minha bundinha. Fui mexendo de forma a encontrar uma perfeita posição para dupla penetração. Enfim meu filho conseguiu penetra parte da cabeça de seu pênis. Ele foi apertando e forcei o esfincer para abrir o ânus. Forcei de tal forma que o ânus abrir e a cabeça entrou. Foi quando deu um grande grito: - Stop, filho. Não vou aguentar. Duas picas grossas no meu ânus e bucetinha. Não aguento. Não, uiii, Doe muito. Neste momento meu filho, sentindo minha aflição, parou de penetrar. Sugeriu que eu controlasse e aos poucos eu fosse forçando meu bumbum para trás. Daí eu controlaria a penetração. Fui forçando bem devagar. E parei por uns 10 minutos e rebolava para encontrar melhor posição. Forcei mais um pouco e notei que a vara de meu filho estava penetrando aos pouco no meu cuzinho. Agora estava ficando gostoso. Fui fazendo um vai e vem levantando bem alto o meu trazeiro para penetrar gostoso a vara do boneco em minha xana. Bem fundo, bem no fundo do meu útero, forcando o intestino. E pedir ao meu filho par socar pica em meu cuzinho. Bem gostoso. Aos poucos foi aumentado a velocidade de penetração. Eu levantava para introduzir o super pênis do boneco inflável em minha xaninha e meu filho bombardeando meu cuzinho. Foi aumentando de velocidade e aumentado e mais e eu pedia mais fundo: - Vai filho enfia forte. Agora estar gostoso. Dilacera o cuzinho de sua mãe. Vai mais. Jogar o seu leitinho em meu intestino. Enfia tudo. E nisso sentir novamente o leite de meu filho. Uma verdadeira lavagem. Muito leite. Vários jorros. Mas dessa vez muito mais gostoso. Um deliciosa dupla penetração. E Naná filmando tudo. Eu gritava e gritava de muito prazer pedindo para ele fazer mais rápido, mais forte: - Filho mais rápido que vou gozar. Uiii, mais forte arromba este cuzinho que você tanto gosta. Mais. Enfia esta super pica até o talo . Enfia estes 28cm, enfia, mais. Mais rápido. Mais Enfia. Enfim gozei. Eu em cima do boneco, com a super pica em minha vagina e meu filho comendo a minha bundinha. Dupla penetração inesquecível. Desta vez foi menos dolorido. Acho que meu cuzinho se adaptou facilmente. Face a vez passada que ficou em frangalhos. Naná minha nora se deliciou bastante fazendo a gravação. Depois em outro momentos vamos ver o resultado das filmagens . Enfim agora meu filho, minha Nora Naná e eu estamos felizes . E para sempre. Eu também muito feliz. Com o pé de mesa só para mim. Na hora que desejar. Não fala, não resmunga, enfim só mete. E mete gostoso. São 32X9. Que pica enorme. Meu Rei. O maior de todos. O maior do mundo. Para sempre virgem, bem apertadinha. Também com 32x9cm

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
27/03/2017 08:05:16
Até sua mãe não escapou, mas mãe é assim, faz tudo para agradar o filho. ABENCOADA MÃE SEM TABUS.
22/01/2013 11:27:22
isso é que é mãe.
24/06/2012 20:05:04
nossa adorei essa historia pois tenho um visinho que tem 29 cm e bem grosso queria eu ser a mulher dele, ele e casado e bem casado pois eu converso sempre com os dois sou gay e ela e uma mulher completa, so pela cara mas se alguem for super dotado nao importa a idade e que esteja afim e so adicionar
24/06/2012 20:02:52
ola adorei essa historia tenho um visinho que tem29 cm e bem grosso pena que e casado e bem casado segundo a mulher e ele pois ela faz completo com ele queria eu ser a mulher dele sou gay mas se alguem for dotado assim e tive afim adicciona ai
06/08/2010 00:20:52
eu aredito pois ha historias da minha mae , com um conhecido nosso mulato e minha mae muito racista mas que adora pica grade , e a dele vai ate o joelho , e certa vez a rebentou-a por baixo. isto foi dito por ela , hoje ela so da para o corno do meu pai ,eu acho ; mais como ela mesmo diz bom mesmo é pica grande que aperta pois a do meu pai ela não sente nem tesão
15/05/2010 20:13:42
O negócio é o seguinte, meu páu mede meio metro...rsrsrs puta que pariu, que estória louca! da próxima ves, você irá dar o cú para um jumento! se este não resolver, só um poste mesmo!
06/09/2009 10:47:08
voce é uma loucura, que pena que mora o rio,ah! se morasse aqui em sampa!!!
guido
07/05/2005 18:55:17
o ator citado no inicio chamava-se John Holmes, tinha 35 polegadas de penis, e morreu de AIDS em 1985.
BOMBA
06/05/2005 14:32:23
vAI SE FUDE, QUE MINTIRA DA PORRA SO ACREDITO SE ME MANDA A FITA PRA MIM ASSISTI, DO CONTRAEIO VAI TOMA NO DIGNISSIMO "cú"
eliara
05/05/2005 19:08:55
voce com 49 anos não conhece o corpo de mulher?
eliara
05/05/2005 19:07:42
este conto foi escrito por homem. é uma idiotice que mulher gosta de pau por causa de 28cm ou mais. cara a buceta tem uma profundidade pequena
eliara
05/05/2005 19:06:06
este conto foi escrito por homem. é uma idiotice que mulher gosta de pau por causa de 28cm ou mais. cara a buceta tem uma profundidade pequena
Hugo
05/05/2005 02:19:49
cario essa mulher ficou quantos anos pensando nessa historia.quer invetar invente mais seje mais original
isso não é conto
04/05/2005 15:20:42
isso não é conto é um livro, nunca vi tanta merda, mas ri pra caralho
timóteo
04/05/2005 08:52:50
Puta que Pariu, eita!!!! mentira boa, caralho gde mãe gostosa muié gostosa, o cara lembra do sonhocom detalhes? vai se fude vai.
Pleures
04/05/2005 01:20:01
Vai inventar assim na pqp, ja li essa historia em outro site, seja mais original, conte aquela foda que voce deu simplesinha mesmo, mais nao invente tanta besteira seu filho duma egua

Online porn video at mobile phone


deixei minha mulher tranzar com negao megaContoseroticos pirralhos sapecasazulão transando as baixinhasgarotinho loirinho de treze anos se descobrindo que e gay e tranza com seu irmãozinhocontos eróticos fazendo a sogra drogadanezinho novinho de pau durinho xvideosfilme de zoofilia sofia nozo eterradoxvideoa baxinhas de camisolarmeninos novinhos tomano banho de cueca branca XVIII minha mulher com negaoconto incesto minha irmãzinha adolecente andando encasa com essa roupinha nao da para resisticontos eróticos minha esposa benzido pelo pai de santocontos de mulheres que virao cenas de casais transando e se masturbarao chantageando minha irmanzinha de 14 aninho depois meti na sua bucetinha ate enxer de porradesse jeito eu gosp dentro xvideoscontos foto peituda amamentadowww.xvideos-Gaysinho novinho lourinho muito centimental fica longo tempo fazendo boquete .comxvideos macho de calcinha sendo enrrabado e chamando o comedor de meu amorfilha novinha chupa. gostozo o pauzau do paiCasa dos contos eroticos paguei pra deflorara filha do caseiro ando na sobrinhaxvideofilha novinha chupa. gostozo o pauzau do paiconto erotico comendo rabo da dona da verdureirace1/13 a grande viagemminha sobrinha pequena pediu um celular e sentou no meu colo e se esfregava contosgata nua aberta na cama bom das macia arrepiada cuzinhos duro meladoxvideo dificil pra vc lukapornocontoincestoswww.contoerotico.pai e filha a prendendo a dirigicontos eroticos de Shirleyvideos primo.fode.prima dormindo egoza detro dabiceta dela ceela vequero ver vídeo de mulher se exibindo tirando a calcinha bem puxado para cima ficando só o montinhoquero ver mulher só de calcinha fio-dental Zinha deitada de papai com as perna aberta de frenteXVídeos mulher dormindo XVídeos mulher dormindo caindo no fornoaprendendo a dirigir no colinho contoVidio,de,yrma,de,quinzeano,bricano de,lutinha,com,yrmaocara safado de perma e sen cueca de pau duro provocando a cunhadaDavizinho Davizinho perdendo a virgindadeconto casados fantasiaxvideo entiada gozando e perdendo a vidadex videos brasil dois homensvai sogrinha gostoza filmehttp://googleweblight.com/?lite_url=http://zdorovsreda.ru/texto/201704806&ei=_0aBEb6K&lc=pt-BR&s=1&m=634&host=www.google.com.br&f=1&gl=br&q=Pau++duro+na+faculdade+contos&ts=1529504784&sig=APs-2GzCmlxT5NOyYHf8rjml4wEkkGVKRgconto erotico,podolatria no pet shopum vidio porno com uma novinha que qque tentolContos eróticos de mulheres se consolando com um stran - on contos incesto mae gtsazscontos eroticos :eunice caindo de boca na picacontos de incesto brincarchegou em casa filha foi pro pagode e genro ve mae coroa dormindo e vai elamesmo mete a peca filme pornoconto erotico macho dominador convida amigos pra foder viadinho submissogorda casada com3 na suruba meninos contoAnnabelle o c****** aqui ó aqui não aqui ó p******* do c****** v************** seu viadovideo de coroas peladas tomano banho de margarina na banheira de casaConto erotico tirando a roupa no baralho pro tioporno - socando uma pro amigo do marido no ofurocomida pelo meu cunhadoquero ver vídeo de menina virgem dando para homem dotado que arranca vida dela com força como se fosse um estrupo mas esse tipo como se fosse de vídeo vídeo de pornô vídeo de sexo e suas coisas Eu quero ver vídeo da simconto erotico,podolatria no pet shoppornô anal com mulheres dando rabão gostoso tesouro com perna tá tendo mais daqueles bem quente mesmomenina chupando o pau do namorado da melhor amiga em quanto a amiga ta entertidacontos de noiva putinha corninho safado tito caralhudoDavizinho Davizinho perdendo a virgindadecontos erótico menininha dama de honrar contos eiroticos leilapornqiero pegar no pau duro e grosso dele e ouvir ele gemar de tesaoconto morador de rua roludo comei gpstos minha esposaela "abriu a porta" pelado meu pau banheiro "minha tia"contos eróticos Pastor comeu c* da minha filha que nem peito tinhacontosmaesafadaxxxxmenina mostra sua boceta pelo shortinhocasada só engole a porra do amante e nunca do marido traindo porno vídeono quarto podolatria xvídiorealizei minha fantasia com meu tio e seu amigo negâovídeo de sexo brasileiro novinha gritando ai titio meu c****** pequeno tá doendo entre o funk do Pica devagarinhofui chupar buceta tinga uma pica enorme adorei